ganhe 5% off em todo site.  Use cupom: #PARAVOCE

Tipos de assadura de bebê e como tratar | Blog LeBlank

Tipos de assadura de bebê e como tratar | Blog LeBlank

Tipos de assadura de bebê e como tratar

Há quem diga que a maternidade é algo sublime para toda mulher. Além de estar em êxtase com a nova fase, alguns cuidados como saber os tipos de assadura de bebê e como tratar é fundamental.

cuidados-para-bebe-leblank

Essas pequenas irritações que podem surgir são muito incômodas para os bebês e acabam deixando os pais muito apreensivos.

Se você estiver vivendo essa fase e quer seu filho longe de assaduras, não deixe de conferir o artigo que preparamos para você.

Assadura ou dermatite: conheça as diferenças

Essas irritações são muito comuns em bebês logo nos primeiros anos de vida e muitas mães, principalmente de primeira viagem, ficam muito preocupadas com o surgimento de manchas avermelhadas em várias partes do corpinho da criança.

Muitas delas, inclusive, tem dificuldade em encontrar uma solução rápida e efetiva para tratar essas irritações no bumbum, dobrinhas, virilhas e pernas.

Mas calma! A grande  verdade é que você não vai precisar de simpatia para assadura em bebê. Nada disso!

Muitas dessas reações não são tão difíceis de serem tratadas e com algumas atitudes simples é possível acabar com o vermelhidão no corpinho do seu bebê.

Mas antes de saber como tratar e também como evitar o surgimento dessas irritações é importante que você entenda a diferença entre assadura e dermatite, que também pode aparecer na pele da criança.

Para você entender, a assadura são manchinhas vermelhas que são provocadas por suor ou umidade, enquanto a dermatite é provocada pelo acúmulo de urina e fezes no corpinho da criança.

Evitar assaduras no bebê depende de você e nós vamos te ajudar a cuidar dessas ‘feridinhas’. 

Evite assaduras no seu bebê!

Assaduras em bebê: conheça as causas

Para tornar os primeiros meses de vida do seu neném ainda mais confortáveis e saudáveis, nada melhor do que afastar a possibilidade do surgimento de assaduras e dermatites, não é mesmo?

Sem dúvida, esses cuidados farão toda a diferença na sua rotina!

Embora sejam irritações sem gravidade, essas ‘feridinhas’ podem provocar muito desconforto nos bebês.

Inclusive, elas podem prejudicar e muito a noite de sono das crianças, acarretando, inclusive, em outras chateações como irritabilidade e estresse.

Muitas pessoas pensam que, o que causa as assaduras, são apenas a umidade e o suor, mas a verdade é que outros motivos podem fazer com que surjam as manchinhas vermelhas no corpinho do seu filho. Mas não é só isso!

evite-assaduras-no-seu-bebe-leblank

A fricção da fralda ou a existência de fragrâncias ou produtos químicos em fraldas descartáveis, por exemplo, podem provocação as assaduras.

Além disso, o detergente usado para durante a lavagem das fraldas de limpeza também pode irritar a pele da criança.

Quando o assunto é umidade, mesmo as fraldas com absorção melhor também podem deixar o bumbum e pernas úmidas, o que favorece as irritações.

Somado a isso, quando as fezes e as composições químicas presentes na urina entram em processo de decomposição transformam-se em amônia, uma substância que pode ser bem chatinha para a pele dos bebês.

Mesmo que você troque com muito mais frequência as fraldas, se a pele da criança for bem sensível, muitas vezes, o surgimento de assaduras será inevitável.

Inclusive, se a criança estiver tomando antibiótico, o medicamento pode causar também diarreia, o que acaba provocando as manchinhas vermelhas pelo corpinho.

A alergia nas partes íntimas do bebê também pode ser provocada por uma fralda molhada, por exemplo, mesmo que por pouco tempo.

Para você entender, o fungo que existe no organismo penetra nas fissuras da pele e se desenvolve provocando as assaduras.

Sem contar que os antibióticos também podem causar infecções por cândida albicans, que também podem favorecer o surgimento das ‘feridinhas’ avermelhadas.

Como tratar assaduras

Não precisa se desesperar, pois muitos bebês têm predisposição para desenvolver assaduras. Se você faz uma higiene adequada, não fique pensando que isso é desleixo ou falta de cuidado da sua parte. Nada disso!

A sua preocupação deve ser com o tratamento das assaduras que, na maioria das vezes, é bem simples. Além de saber os tipos de assadura de bebê é preciso saber como tratá-la.

A sua primeira atitude deve ser aumentar a quantidade de troca das fraldas, para evitar que as manchas vermelhas aumentem de forma considerável.

Além disso, opte por fraldas que absorvam mais a umidade. Se você puder, não use as antigas fraldas de pano, que são grandes vilãs nessas situações.

Sempre que tiver cocô ou umidade perceptível na fralda do seu bebê, nem precisa pensar e já faça a troca.

Hoje em dia, há modelos noturnos que mantêm por muito mais tempo a pele sequinha da criança. Uma atitude que dá muito resultado é logo pela manhã colocar o bebê no sol para tornar a cicatrização das assaduras mais acelerada.

Durante as trocas de fraldas, não deixe de aplicar pomadas a base de óxido de zinco. Use também óleo mineral para retirar o acúmulo de sujeira ou pomada nas partes do corpo afetadas pelas assaduras.

Mas cuidado para não machucar a pele do neném. Faça movimentos bem leves e sem esfregar!

Além disso, compressas de água morna ajudam e muito a melhorar os sintomas causados pelas assaduras. Para conseguir o resultado esperado, as  compressas devem ser colocadas na região avermelhada por cerca de 15 minutos.

Recomenda-se fazer esse procedimento, pelo menos, três vezes ao dia. Muitos médicos indicam ainda a aplicação de amido de milho sobre as manchinhas vermelhas.

Segundo estudos, o produto atua de uma maneira secante, o que potencializa a barreira ao ser aplicado sobre a pomada. Em contrapartida, os talcos devem ser descartados durante o tratamento na criança.

cuidando-do-seu-bebe-leblank

Isso porque, esse pó possui partículas bem pequenas que podem ser inaladas pelas crianças, podendo ocasionar problemas pulmonares.

Se mesmo com os cuidados intensivos, as manchas não melhorarem visite o pediatra para que ele possa indicar pomadas com antifúngico, antibiótico, corticoide.

O produto mais adequado dependerá  da gravidade das assaduras. Jamais faça uso desses medicamentos sem a prescrição médica.

Como evitar

Além de entender como tratar assaduras em bebê, saber como evitá-las também é fundamental. Aliás, médicos e profissionais da área garantem que a prevenção ainda é o melhor remédio para evitar o surgimento das manchas vermelhas na pele do neném.

Por isso, há cuidados básicos que podem evitar que seu bebê sofra desse incômodo. Uma das medidas importantes nos primeiros meses de vida da criança é investir na amamentação.

Isso porque, os nenéns que se alimentam apenas de leite materno acabam sendo menos afetados pelo problema, uma vez que o leite da mãe faz com que o pH das fezes sejam semelhante ao da pele.

mae-de-primeira-viagem-leblank

Somado a isso, toda vez que você fizer a troca de fraldas, verifique se toda a área está bem limpa e higienizada. Não esqueça de secar, mas sem esfregar. 

Para evitar o surgimento de assadura com bolhas na virilha ou até aquelas mais simples, aumente a quantidade de trocas das fraldas para que a criança não fique por muito tempo molhada, caso faça xixi ou cocô.

Esqueça o uso de lenços umedecidos, uma vez que eles contam com substâncias que podem acarretar em irritação na pele da criança.

Durante as trocas das fraldas, use apenas algodão com água morna, uma vez que não é preciso usar sabonete sempre.

Se tiver oportunidade, coloque o seu bebê no sol logo nas primeiras horas da manhã sem roupinha para que a pele fique mais sequinha.

Use também sempre cremes que possuam ação preventiva como óxido de zinco, por exemplo, que fazem a proteção e também fortalecem a área.

Se estiver amamentando evite alimentos muito ácidos ou condimentados, que podem provocar as manchinhas avermelhadas. Evite deixar a fraldinha no seu bebê muito apertada, pois a pele precisa respirar.

Outra dica de como tratar assaduras em bebê é usar fraldas desenvolvidas com material acrílico em gel superabsorvente, sendo que elas são mais eficazes e mantém a região afetada mais sequinha.

Por fim, observe se a pele da criança fica irritada ao usar algum produto ou marca específica. Se perceber uma mudança da aparência, troque imediatamente.

Locais mais comuns

assaduras-em-bebe-blog-lebalnk

Se pudéssemos nossos bebês estariam sempre saudáveis e felizes, não é mesmo? Mas como nem sempre é possível, precisamos de atenção redobrada em vários aspectos como as assaduras ou dermatites.

-- bumbum

Um dos locais mais comuns para o surgimento das assaduras é no bumbum por conta do contato com a fralda. Por isso, essa é uma área que merece muito a sua atenção durante os banhos e trocas de fraldas.

-- pernas

As perninhas também entram na lista das áreas a serem verificadas durante os banhos e troca de fraldas. Elas também sofrem com o atrito do tecido.

-- dobrinhas

Elas até deixam os bebês todo charmosos, mas são nas dobrinhas que mora o período. Não esqueça de verificar se nesses locais não há nenhum tipo de irritabilidade. Por estarem escondidinhas, elas merecem ainda mais a sua atenção.

-- virilhas

Outra área onde surge muitas assaduras é na virilha do bebê. Nessa região o contato com o tecido e até com o elástico deixam essa região bem exposta e com muito atrito com o produto. Procure passar pomadas indicadas e fazer as higienes recomendadas.

Dicas importantes

dicas-para-mamaes-blog-leblank

Já trouxemos muitas dicas de como tratar as assaduras em bebê e também como evitá-las, mas ainda há outras atitudes que podem evitar o surgimento das manchinhas vermelhas ou e até acabar com elas.

-- Fraldas hipoalergênicas

O uso de fraldas hipoalergênicas é uma ótima alternativa para diminuir as chances do seu bebê sofre com as irritações na pele.

Esse tipo de fralda acaba sendo um pouco mais caro do que a modelo comum, mas acredite, o custo-benefício vale cada centavo.

Esse produto possui componentes que evitam o desenvolvimento de alergias ou assaduras na pele da criança.

Isso porque, esse tipo de fralda possui um revestimento macio de tecido, além de contar também com estruturas de camadas de gel que absorvem a urina.

Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados

Buscar nosso site

Carrinho de compras